quinta-feira, 21 de fevereiro de 2013

Nota do Sepe sobre o anúncio do secretário Risolia de reajuste para a educação



Na sexta-feira, dia 15, o Secretário estadual de Educação, Wilson Risolia, divulgou em diversos meios de comunicação que dará aumento salarial aos profissionais de educação do estado, informando apenas que este será acima da inflação.

Segundo Risolia, o governador Cabral concedeu reajuste salarial em todos os anos de seu mandato, o que é uma inverdade, já que ano passado não existiu nenhum aumento salarial para os professores da rede. E o aumento para as demais categorias foi abaixo da inflação, o que não melhorou em nada a vida destes servidores. Outra questão é que a incorporação da gratificação do “Nova Escola”, não pode ser computada como reajuste salarial! No site da Secretaria, Risolia afirma que a incorporação da gratificação do Nova Escola foi uma “conquista” do atual governo. Lembramos ao secretário que esta antecipação foi, na verdade, uma conquista da mobilização da categoria. A antecipação do Nova Escola não caiu do céu – foi conquistada, reafirmamos, pela nossa mobilização.

Na entrevista à imprensa, o secretário tornou a colocar em pauta o projeto de Certificação para os professores. Desde que foi anunciado, ainda no ano passado, o projeto causou revolta na categoria, já que não há motivos para “certificar” os professores, que são concursados e já passaram por provas que comprovam a sua plena capacidade de exercer a docência em sala de aula. Como se isto não bastasse, Risolia vai destinar para a Certificação um valor menor do que a verba utilizada pelo governo do estado com o extinto Programa Nova Escola.

Também foi divulgado que a Seeduc vai pagar um auxílio alimentação de R$ 160,00. O que o Sepe reivindica é um salário justo, que garanta dignidade também para os aposentados! Além disso, queremos perguntar ao secretário o que ele compra com 160 reais?

Risolia também disse que turmas com menos de 20 alunos serão remanejadas, chamando este tipo de estratégia política como otimização de turmas, quando na verdade o que se faz é economizar os recursos públicos e a criar turmas superlotadas, com professores sobrecarregados! Não vamos aceitar esses ataques a educação pública!

Exigimos reajuste salarial já!

Todos a Assembleia Geral da rede estadual!

Assembleia dia 23 de fevereiro (sábado), às 14h, no auditório da ABI (Rua Araújo Porto Alegre, nº 71/9º andar).

SEPE

4 comentários:

Hamilton Motta Vianna disse...

BOMBA: GOVERNO TENTA ALTERAR LEI DO PCCR ÀS ESCONDIDAS

Pensando Cabo Frio: BOMBA: GOVERNO TENTA ALTERAR LEI DO PCCR ÀS ESCONDIDAS
blogprofessorhamilton.blogspot.com

Solange Muniz disse...

O ideal é que uma boa parcela dos professores de todo o Estado do Rio de Janeiro comparecessem à Assembleia Geral amanhã, para dar uma força e lutar por seus ideais

Doc Costa disse...

Hamilton, se eles fizerem isso, a porrada vai comer! vamos nos mobilizar e para Cabo Frio, Alair não pede por esperar se ficar com essa atitude de tratar funcionário público como moleque!!!

Doc Costa disse...

Solange, a assembleia hj estava cheia, tinha representantes de todas as regiões e foi muito produtiva! Estamos todos Unidos pra lutar por nossos diretos, por melhoria salarial e por uma educação pública de qualidade para todos!